Angiocamp no Facebook

Notícias

Doppler Scan Venoso

12/03/2012

Fonte: Radiological Society of North America, Inc. (RSNA)

 • Doppler Scan Venoso (código AMB: Doppler colorido venoso de membro inferior - unilateral 4.09.01.48-3)

O que é um exame de Doppler Scan Vascular?

Um exame de Doppler Scan Vascular é um procedimento indolor que utiliza as imagens obtidas por ultra-sonografia, associadas à análise das ondas de som de alta freqüência, que fazem uma análise do fluxo do sangue no interior dos vasos (Doppler).

Todos os exames de ultra-som utilizam ondas sonoras de alta freqüência e ecos, para obter imagens de estruturas do interior do corpo. Tipos diferentes de sinais são produzidos quando o feixe de ondas sonoras é dirigido a um local particular e as ondas são ricocheteadas no órgão ou tecido do corpo.

O princípio da formação das imagens de ultra-som é muito parecido com a do método do sonar (usado por navios da marinha para descobrir submarinos, ou por barcos de pesca para localizar grandes cardumes de peixe). O padrão dos ecos forma uma imagem bastante acurada do órgão que está sendo examinado, neste caso, as veias, que transportam o sangue de volta ao coração.

O exame de Doppler Scan Vascular pode ser utilizado tanto para obter imagens e sons das artérias (Doppler Scan Arterial), como imagens e sons das veias (Doppler Scan Venoso).

Indicações

A razão mais importante para a realização de um exame de Doppler Scan Venoso dos membros inferiores é procurar por um coágulo de sangue, que se localiza nas veias da perna, nos casos de trombose venosa. Estes coágulos podem se soltar e seguir para os pulmões, onde podem causar uma condição de risco chamada "embolia pulmonar". Se diagnosticado em tempo, existem tratamentos que podem impedir esta ocorrência.

Mas a razão mais freqüente e comum pela qual este exame é realizado é a avaliação de quadros de edema secundário a varizes dos membros inferiores, principalmente quando se deseja indicar uma cirurgia, ou avaliar se existe comprometimento do sistema venoso profundo. Em pessoas com veias varicosas, as válvulas que existem no interior das veias e que facilitam o movimento do sangue na direção certa, podem estar danificadas. O exame de Doppler Scan Venoso pode ser importante para ajudar a definir uma indicação cirúrgica.

Outras indicações para a realização do exame de Doppler Scan Venoso, tanto nos membros inferiores como nos membros superiores, são:

  • Mapear veias que serão removidas e utilizadas em outros procedimentos. cirúrgicos, como na retirada das veias safenas na cirurgia cardíaca, para implante de pontes de safena.
  • Examinar um enxerto vascular usado em procedimentos de hemodiálise, para verificar se está funcionando ou não, de modo adequado.
  • Como método auxiliar para ajudar nos casos de cateterismo venoso de uma veia de grosso calibre.

Preparação para o Exame

O paciente deve estar vestido confortavelmente ou usará um avental fornecido pela clínica. Jóias e acessórios presentes na área a ser examinada devem ser removidos. Não é necessário nenhum preparo adicional, à não ser que veias no interior do abdômen venham também a ser examinadas. Neste caso, o paciente deverá consultar a clínica e receber instruções adicionais, específicas para seu caso, que provavelmente incluirão um período de jejum.

Instalações e Equipamento

O exame é feito em uma sala especialmente preparada, onde existe um equipamento de ultra-som com uma tela semelhante a de um computador. Um pequeno dispositivo, ligado ao aparelho, chamado de transdutor, é aplicado sobre a área a ser examinada.

O feixe de ultra-som, partindo do transdutor, é dirigido para as veias e os ecos são recuperados e analisados em tempo real, gerando imagens. O exame irá mostrar as imagens dos vasos em preto e branco ou a cores, quando se utiliza o Color Doppler ultra-som.

As imagens podem ser gravadas com movimento, ou congeladas e fotografadas.

O Doppler a cores também gera um sinal de áudio, permitindo escutar o fluxo de sangue no interior do vaso. As mudanças do fluxo sanguíneo são detectadas como uma mudança sonora e aparecem em cores variadas, facilitando assim ao médico a interpretação do que está acontecendo dentro do vaso.

Técnica do exame

Depois de posicionar o paciente na mesa, o médico irá aplicar um gel sobre sua pele, para estabelecer um contato mais aderente entre a pele e o transdutor, eliminando bolhas de ar. Isto assegurará a livre passagem das ondas sonoras. O transdutor é apertado firmemente sobre a pele e é movido de um lado para outro, para se obter imagens completas das áreas de interesse. Às vezes o examinador pode desejar obter imagens com o paciente de pé.

O paciente deverá permanecer relaxado e tranqüilo durante o exame, uma vez que a contratura muscular exagerada, ou a movimentação dos membros durante o exame, pode impedir uma correta visualização das veias.

Como descrito anteriormente o exame permite tanto a visualização quanto a audição do fluxo sanguíneo dentro dos vasos.

O exame é usualmente indolor, podendo haver algum desconforto decorrente da pressão do transdutor sobre a pele ou de posições um pouco incomodas, que serão necessárias para a realização do exame.

A duração total do exame, geralmente, é inferior a meia hora.

Não existem riscos de exames de ultra-sonografia em seres humanos

Mais notícias

Mensagens SMS

Lembrete da data da sua consulta por SMS diretamente no seu celular. Mais uma comodidade que a Angiocamp oferece!

Saiba mais

Clínica

Fundada em dezembro de 1999, a Angiocamp desde seu início teve como propósito preencher uma lacuna existente no mercado...

Saiba mais

Newsletter

Angiocamp Responsabilidade Social

Av. Barão de Itapura, nº 950, sala 41 - Edificio Tiffany Office Plaza Guanabara - Campinas - SP CEP 13020-431 - Fones: (19) 3237.9455 / 3237.9469

Av. Onze de Agosto, nº 2745 - Santa Casa de Valinhos - Vila Embaré - Valinhos - São Paulo - Fone (19) 3859.1960